Google+

24 de set de 2013

Ambientes integrados com divisões sutis

# Soluções atuais para o layout de interiores (parte 2)


Nesta semana, o Camarina Studio irá abordar questões bem atuais de design de interiores. A questão principal gira em torno do fato de que a tendência é construir ambientes integrados. Hoje iremos abordar soluções para os momentos em que o cliente prefere dividir o ambiente de maneira sutil, sem necessariamente erguer paredes.

Divisórias delicadas: são tão fluidas, que é mais uma questão de organização do que de privacidade.

Separação entre quarto e o closet:

Ver fonte
Também tem-se utilizado essa divisão sutil entre o quarto e o banheiro. Particularmente, não recomendo integração do banheiro que tenha vaso sanitário por questão de higiene, mas fica a ideia do objeto da integração:

Ambiente da Casa Cor SC. Fonte:  Uol Mulher

Brises: são opções leves, mas dão um pouco mais de privacidade.
Fonte: Casa Abril
 Neste caso, o brise permite esconder a área de serviço:


É possível também fazer uma brincadeira com as divisórias tradicionais, um toque de humor integrando ambientes:

Ver fonte

Denise Barretto criou uma versão bem interessante para a Casa Cor SP 2013:



Estante vazada: podendo ser utilizada de ambos os lados, esta peça tem um papel estratégico para aproveitamento do espaço enquanto divide ambientes.

Fonte: Anual Design
Cortina: Se usada com bom-senso, a cortina tradicional pode dividir ambientes:

Living por Candice Olson, referência internaconal

Cortinas de malha metálica:
Mas a novidade são as malhas metálicas, com efeitos maravilhosos:

Acervo próprio, Casa Cor SP 2013

Acervo próprio, Casa Cor SP 2013

Cobogó

Você sabe o que é um cobogó? Trata-se do nome do elemento vazado originalmente feito de concreto na década de 1920 e batizado com as iniciais dos engenheiros pernambucanos que o inventaram:  Amadeu Oliveira Coimbra, Ernest August Boeckmann e Antônio de is.
Este elemento foi relançado em inúmeras possibilidades de cores e vários materiais como vidro, cerâmica e  porcelana.

Originalmente ele era assim, já disponibilizando luz e trazendo ventilação sem fortes ventos:

Ver fonte

Depois, o cogobó foi generalizado para uma infinidade de elementos vazados, que agora também são utilizados nos interiores para divisões sutis:


Ver fonte


Ver fonte
Tijolo de vidro

Depois do cobogó, voltamos ao limiar mais tênue entre separação e integração. O que dizer do tradicional tijolo de vidro: separa ou integra?


Érica Marina


Ver outas postagens desta série:

Parte 4 - Cozinhar social

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...